A União Européia (UE) lançará um novo conjunto de regras até 2024 – com o objetivo de racionalizar os pagamentos transfronteiriços – alavancando a cadeia de bloqueios e de cripto-impostas, tais como as moedas estáveis.

Esta abordagem da UE é parte de um esforço mais amplo para encorajar uma mudança para as finanças digitais, especialmente em um momento em que a pandemia levou mais pessoas a ficarem sem dinheiro como forma preferencial de realizar transações, de acordo com um relatório da Reuters.

„Até 2024, a UE deve criar uma estrutura abrangente que permita a adoção da tecnologia de livro-razão distribuído (DLT) e de crypto-assets no setor financeiro“, dizem os documentos, de acordo com o relatório. „Deve também abordar os riscos associados a estas tecnologias“.

O documento também dizia que a Comissão Européia – o poder executivo da UE – divulgaria um projeto de lei para explicar como a estrutura regulatória existente será posta em ação e como novos regulamentos serão introduzidos conforme necessário. Além disso, uma vez que o combate à lavagem de dinheiro e verificações de identidade estejam em forma, o bloco também criará regulamentações oficiais e permitirá que novos clientes utilizem os serviços financeiros, de acordo com o relatório.

A notícia chega uma semana depois que um alto funcionário do Poder Executivo da UE abordou o tópico dos ministros das finanças da UE – da Alemanha e da França – pedindo controles mais rígidos sobre os emissores de moedas estáveis, como o The Block relatou anteriormente.